27 março 2008

Palavras #27



















...atalanta... - Bruno Abreu



As minhas depressões talvez sejam as minhas metamorfoses: é a maneira que eu tenho de passar de lagarta a crisálida. São etapas de libertação.



um dia vão descobrir que viver é um treino e uma aprendizagem… É um exercício de meter no possível os nossos sonhos, os nossos desejos e as nossas ambições mas sem abdicar deles.(…) E quando a gente faz essa descoberta vai ainda mais longe: faz por tornar os nossos sonhos possíveis. E o que é possível, sempre, é o afecto que damos aos outros…”


in O Riso de Deus - António Alçada Baptista


8 comentários:

Queen Frog disse...

"E o que é possível, sempre é o afecto que damos aos outros...". Passei a noite toda a sentir que é este o caminho.
Vim no carro sem o conseguir dizer. Chego a casa d madrugada e estas palavras...
Brigada tão profundo, ana.







Beijinhos

nils disse...

É isso, Ana! Obrigado. Mas a minha predilecção vai para a primeira citação... passei o fim-de-semana pensando o mesmo.

Berta disse...

...vá. vem para a nossa arca de noé...
;)

Vanessa disse...

o afecto que damos aos outros... que bonito! :) *

Happy and Bleeding disse...

o concerto foi em vizela (imagina a surpresa quando vi nos cartazes!)
se eu soubesse que gostavas tinha feito o 'convite' :)

Ana disse...

O António Alçada Baptista tem esta capacidade enorme de transformar os nossos pensamentos mais recônditos em palavras:) por isso o partilho tanto! *

happy: ver se da próxima não deixo passar;)

Rui disse...

AAB escreve directo ao coração...
;-)

Claudia Sousa Dias disse...

Quem sabe...


CSD