31 dezembro 2013

o que permanece





o meu amor ensinou-me a chegar
sedento de ternura
sarou as minhas feridas
e pôs-me a salvo para além da loucura


5 comentários:

4102 disse...

não há passos divergentes
para quem se quer encontrar

Ana disse...

tão simples quanto isso

Rita dos caracóis disse...

achas?

Ana disse...

acho. :)

omo lava mais branco disse...

o senhor era um poeta e tinha amores :)