25 abril 2008

Photobucket

foto de Eduardo Gageiro publicada n' O Século Ilustrado de 26 de Abril de 1974

(...) em frente estão as vendedoras de flores. As que existiam nessa altura eram os cravos brancos e vermelhos. Pegam nos molhos que aí tinham e começam-nos a oferecer, assim como outras pessoas que nos vêm oferecer de tudo, inclusive um homem com um presunto e uma faca. Neste contexto, como o vermelho é sinónimo de esquerda e tem um certo enquadramento, os fotógrafos começam a valorizar as fotografias dos cravos vermelhos; mas a realidade é que eles eram vermelhos e brancos que eram os que estavam à venda (...)

excerto de uma entrevista a Salgueiro Maia

5 comentários:

Happy and Bleeding disse...

we need another one...
(revolution that is)

deixo-te escolher as flores para esta :)

Rui disse...

A nossa revolução (quase) pacífica!
O 25 de Abril não é da direita, não é do centro, não é da esquerda... É o dia de todos nós, da nossa liberdade e do Portugal democrático... :-)

Relembrando uma das senhas de há 34 anos...
http://www.youtube.com/watch?v=lUb8tVPVHpI

:-)

Queen Frog disse...

essa admirável figura: Salgueiro Maia :)

Vanessa disse...

:) e hoje ofereceram-me um cravo vermelho. *

Ana disse...

happy: "é preciso é animar a malta"*

rui: nunca percebi essas posses muito bem:) abril é um país, é portugal;)

queen: o Salgueiro Maia é enorme:)*

vanessa: que coisa mai linda oferecerem-te assim a liberdade :D