25 agosto 2008

Este seu olhar *

Photobucket
Graça Loureiro



Sempre tiveste medo e continuas a ter. Dos possíveis mal entendidos, dos olhares mal interpretados, da rejeição.

Vives no constante adiamento… das questões, das afirmações, afinal de contas, da vida.

Porque recusas sofrer?
(shiuuu)

Tu sabes que esse é o único caminho.



*

[original de Tom Jobim - versão de Maria João e Mário Laginha/álbum Undercovers]

10 comentários:

Anónimo disse...

Uhm....Lindo. Mas uma resposta a:

"Porque recusas sofrer?"

não poderá ser

"Porque recuso fazer sofrer!"

:)

Anónimo disse...

Espera lá! "... esse é o único caminho."?!?!?!?!? será???

Além disso: quem diz que o constante adiamento não traz sofrimento?

O sofrimento da solidão não será mais fácil de tolerar que o sofrimento imposto à multidão?

"Sempre tiveste medo e continuas a ter"--- este "sempre" parece-me abusivo. Provavelmente só começou a ter depois do primeiro "mal ententdio", do primeiro "olhar mal interpretado", da primeira "rejeição".

O medo de ser mal entendido, de ser mal interpretado, de ser rejeitado: é saudável. Já o medo de ser compreendido, de ser bem interpretado ou de ser aceite: é gráve.

"Sofro porque assim não farei ninguém sofrer!

Sofro porque ninguém sofre por mim!

Sofro porque porque ninguém se sentirá feliz por mim!

Sofro... porque ninguém me fará sentir feliz." - Humberto Anão

Vanessa disse...

ai... este post! *

nils disse...

Ana, obrigado. serve-me como uma luva. Hei-de cá voltar para buscar o par. Beijinho.

Ti disse...

Ana: eu tb sei...
E qt ao anónimo só lhe faltou deixar de sê-lo... :)

ivan disse...

poderia ser para mim..

Ana disse...

[vou partir do pressuposto que os dois comentários "anónimo" correspondem apenas a uma pessoa;)]

anónimo: todas questões levantadas são muito pertinentes.
eu não escrevo verdades absolutas (apesar da utilização de palavras como sempre e único não é essa a minha pretensão), por isso tudo pode e deve ser colocado em causa e questionado;)
não vou refutar as tuas considerações, pois até concordo com muitas.fazer apenas uma ou outra consideração: sofrer faz parte (sim, é um cliché;)), adiando ou agindo ele surge sempre de alguma forma. o que me custa é não agir, acomodar-me por causa da perspectiva de um suposto sofrimento que pode até não acontecer.
esta "conversa" parece-me interminável, por todas as variáveis que comporta. afinal de contas tenta-se falar de seres humanos (complicaditos!) e de relações (uii, pior ainda;))

[é sempre saudável que de tão poucas palavras surjam tantas questões:). obrigada pelo exercício*]

Ana disse...

vanessa: *

nils: de nada:) que bom estares de regresso *

ti: eu sei que sabes * [ai, agora até parecia aquela senhora daquele partido politico do táxi;)]

ivan: era capaz de dar para formar um clube... *

eva disse...

"Porque recusas sofrer?"

Porque recusas viver?

:)

Ana disse...

eva: pois... * (e bem vinda:))